A arte sem cultura é vazia

By Giovani Miguez

Não obstante a clara diferença entre os conceitos de arte e cultura, mesmo um observador desatento pode perceber uma dificuldade muito  grande em se definir o que é uma e o que é outra. Não pretendo esgotar o assunto e muito menos abordá-lo de maneira ampla. Serei simplista sem perder, contudo, o foco no objetivo desta reflexão: demonstrar a importância da (boa) cultura na formação do (bom) artista.

Grosso modo, cultura pode ser definida como “práticas e ações sociais que seguem um padrão determinado no espaço e se refere a crenças, comportamentos, valores, instituições, regras morais que permeiam e identificam uma sociedade”. É a cultura que “explica e dá sentido a cosmologia social e define a identidade de um grupo humano em um território e num determinado período”. Já a arte “é entendida, geralmente, como a atividade humana ligada a manifestações de ordem estética, feita por artistas a partir de percepção, emoções e ideias, com o objetivo de estimular essas instâncias de consciência em um ou mais espectadores” . (Wikipedia)

Com base nos conceitos acima, longe de mim querer tecer uma tese a respeito, mas penso que a arte, como técnica ou ferramenta, serve como instrumento para expressar o conteúdo cultural de um grupo. Não esgotando o assunto e observando apenas as manifestações artísticas mais conhecidas e não necessariamente populares – música, teatro, artes plásticas e literatura – vemos claramente que sua viagem no tempo é suficiente para que possamos perceber como esse reflexo materializa o perfil cultural de um grupo. Salvo algumas formas de registro, as manifestações artísticas atuais, não passam de transformações de estilos do passado. Não há necessariamente uma correlação entre essas transformações e a qualidade da mensagem cultural que cada manifestação carrega. Reclama-se muito que o mundo regrediu, mesmo sendo claro que o acesso à cultura é mais democrático hoje do que no passado e que há muito mais informação disponível. Mas, se temos mais gente lendo, apesar de ainda sermos um país de míseros leitores, ainda carentes de políticas assistenciais até para a leitura, como explicar a perda de qualidade visível no conteúdo cultural? Essa é uma pergunta inquietante.

O teatro, a música, as artes plásticas e a literatura – por exemplo – apesar de popularizados ainda carecem de políticas públicas e sociais efetivas. Políticas que, por um lado, estimulem a produção cultural e, por outro, estimulem a formação de platéia. Mas, como? Boa pergunta. Penso que associar educação a cultura é um primeiro passo.

Fala-se em escola integral e formação profissional. Mas, desde adolescente, não vejo muitos educadores preocupados com formação cultural. E não falo aqui de formar artistas. Não. Falo em formar cidadãos capazes de entender o mundo através das muitas manifestações culturais; sendo, inclusive, capaz de julgar a qualidade da mensagem cultural que recebe. Já que sonhamos em escolas em tempo integral, por que não, usar parte desse tempo, ensinando nossos estudantes – de nível fundamental pelo menos – a manifestar suas experiências culturais através da arte. Isso mesmo, criar escolas que formam músicos, atores, artistas plásticos e escritores. Não necessariamente para viver da arte, mas para aprender a gostar da arte a partir de um contato pessoal com a mesma.

Concluo assim que sendo a arte uma técnica de expressão, é evidente que a experiência cultural influencia a manifestação artística. Não falo aqui de ser ou não belo, visto que o belo pode ser na maioria dos casos relativizado. Mas, falo sobre ter ou não relevância no registro da “identidade de um grupo humano”. Em resumo, penso que indivíduos culturalmente capacitados têm mais condições de interpretar o mundo e, assim, promover transformações sociais. Os argumentos em tela podem parecer simplistas, mas se desdobrados mostra que a boa formação cultural é, sem dúvida, a base da boa manifestação artística. Da manifestação artística cidadã e responsável.

Pense nisso: sem a cultura a arte é vazia.

Giovani Miguez
http://www.medioparaiba. com.br
giovani@medioparaib a.com.br

“Cultura é o que fica depois de se esquecer tudo o que foi aprendido”
André Maurois
Editor Executivo

2 Respostas to “A arte sem cultura é vazia”

  1. I just want to mention I am just very new to blogging and actually savored this web-site. Almost certainly I’m going to bookmark your blog post . You definitely come with awesome posts. Thanks for sharing with us your blog.

    Curtir

  2. I simply want to tell you that I am beginner to blogs and honestly loved you’re blog. Probably I’m likely to bookmark your website . You amazingly come with fantastic posts. Cheers for sharing your website.

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: